Está garantida a distribuição energética em Santa Catarina até 2023, inclusive o abastecimento durante a próxima temporada, com o alto consumo de energia, sem riscos de queda na Ilha. A notícia foi apresentada durante a reunião do Grupo de Trabalho de Atendimento ao Estado de Santa Catarina (GTSC/2018), que reúne agentes do setor de energia do Estado. A reunião teve o objetivo de avaliar condições de distribuição e investimentos para os próximos cinco anos.

IMG 8315

Gerson Berti, coordenador do Programa Catarinense de Energias Limpas, SC Mais Energia, vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, e presidente da Associação dos Produtores de Energia de Santa Catarina (APESC), participou do encontro realizado no auditório da sede do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão privado, responsável pela operação do sistema elétrico e acompanhamento das obras licitadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Sob a coordenação do diretor geral da ONS, Luiz Eduardo Barata Ferreira, foi apresentado o Plano de Ação da EPE. O engenheiro da ONS, Manoel Botelho, destacou algumas obras importantes como a construção da Subestação composto por duas linhas de transmissão de 230 kV Biguaçu - Ratones, em Santa Catarina, com 28,6 quilômetros de extensão cada, composta por trechos aéreos, subaquáticos e subterrâneos, e uma subestação 230/138 kV em Ratones.

O empreendimento tem como objetivo o atendimento às cargas da região Metropolitana de Florianópolis e O Consórcio Columbia, formado pela ISA Cteep e pela Taesa, é responsável pela construção e operação do empreendimento.

“O energia foi repontecializada e a Subestação de Ratones terá dois trechos subterrâneos o que irá evitar a sobrecarga”, destacou Botelho. “Teremos um verão tranqüilo e um planejamento que vai nos dar tranqüilidade para os próximos cinco anos”, completou.

Estiveram representantes do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Eletrosul, Celesc, ENGIE, Eletrobrás, Cotesa Engenharia, Fatma, Fronteira Oeste Transmissora de Energia (Fote), Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Apesc e outros. Entre os presentes, o diretor geral do ONS, Luiz Eduardo Barata Ferreira; o gerente executivo do Núcleo Sul do ONS, Manoel Botelho. Eles informaram que os investimentos previstos serão realizados.