O programa do Governo do Estado para microempreendedores individuais (MEIs) concedeu, entre janeiro e outubro de 2015, 11.046 empréstimos, somando R$ 31.600.481,57. “Os números mostram que o Juro Zero continua em ascensão. Comparando com o mesmo período dos anos anteriores, o crescimento nas adesões foi de 10,3%”, comemora o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini.

O Juro Zero é direcionado aos MEIs formalizados com receita anual de até R$ 60 mil. São disponibilizados até R$ 3 mil que podem ser parcelados em oito prestações. Com as sete primeiras pagas em dia, a última é quitada pelo Governo do Estado. Segundo o secretário Chiodini, desde o início do programa foram realizadas 44.170 operações de crédito, totalizando R$ 124.950.543,38. “Além disso, em 2015 chegamos a 100% do território catarinense. Em todos os 295 municípios há pelo menos um MEI participante do Juro Zero”, declara.

Em novembro, o diretor de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e aos Empreendedores Individuais da SDS, Gilberto Boettcher, esteve em Brasília apresentando o Juro Zero para o grupo de trabalho da Secretaria da Micro e Pequena Empresa que está construindo uma política nacional de microcrédito. “A ideia é que o modelo catarinense seja referência nesta ação”, relata.

A iniciativa conta com parceria da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), do Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC), da Associação das Organizações de Microcrédito de Santa Catarina (Amcred/SC) e do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob). Mais informações: www.jurozero.sc.gov.br.