O Juro Zero, programa do Governo de Estado para microempreendedores individuais (MEIs), registrou o melhor início de ano desde que foi lançado, em 2011. No primeiro trimestre de 2017 foram realizados 3313 empréstimos, totalizando R$ 10.019.372,00. “Este número é 3,7% a mais que em 2016 e 7,2% superior a 2015. O Juro Zero continua em crescimento, fazendo a diferença para os microempreendedores catarinenses e movimentando nossa economia”, comemora o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini.

O programa disponibiliza até R$ 3 mil para os MEIs investirem em seus negócios, valor que pode ser parcelado em até oito prestações. Com as sete primeiras pagas em dia, a última é isenta. “Cada empreendedor pode participar até duas vezes e, muitos deles, conseguem o retorno destes investimentos em pouco tempo, passando da categoria MEI para micro e pequena empresa”, afirma o diretor de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais da SDS, Marcio Manoel da Silveira. Para participar, o MEI deve ser formalizado e ter receita anual de até R$ 60 mil.

Coordenado pela SDS, o programa é realizado em parceria com a Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) e a Associação das Organizações de Microcrédito de Santa Catarina (Amcred/SC).