Desde 8 de novembro de 2011, os microempreendedores individuais (MEIs) de Santa Catarina contam com o apoio do Governo do Estado para a ampliação e modernização de seus negócios. A data marca o lançamento do Juro Zero, programa coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), que já concedeu R$ 200 milhões em mais de 70 mil operações de crédito.

“Quando lançamos o programa, a ideia era atender 30 mil MEIs em todo o Estado. Mais que uma política de desenvolvimento econômico, o Juro Zero é uma política de desenvolvimento social. Ficamos muito felizes com este sucesso, principalmente porque beneficiamos muitas pessoas, promovendo a formalização e o desenvolvimento econômico em todas as regiões catarinenses”, disse o governador Raimundo Colombo.

O programa abre uma linha de crédito de até R$ 3 mil para MEIs formalizados. Este valor pode ser parcelado em oito vezes, e com as sete primeiras parcelas pagas em dia, a última é isenta, quitada pelo Governo do Estado. Cada MEI pode participar até duas vezes do processo. “É importante ressaltar que o Juro Zero incentivou notavelmente a formalização. Há seis anos, Santa Catarina tinha 50 mil MEIs formalizados e, hoje, são 284 mil MEIs”, ressalta o secretário da SDS, Carlos Chiodini.

Uma das participantes foi a empresária Brianna Pelegrini, de Lages. Em 2012, ela largou seu emprego como engenharia ambiental para abrir a Santíssima Catarina, uma empresa que produz sapatos exclusivos e artesanais. “Eu sempre gostei de customizar minhas peças e contava com auxílio da minha mãe, que era professora. No verão de 2012, confeccionamos uma alpargata com retalhos de tecido. Minhas amigas adoraram e começaram a encomendar peças”, lembra. Ela conta que em julho do mesmo ano conheceu o Juro Zero e, com o empréstimo, comprou a primeira máquina e alugou uma casa para iniciar a empresa. “Hoje temos 30 funcionários e já exportamos peças para outros países”, revela Brianna.

O modelo catarinense de concessão de crédito já foi adotado em outros municípios e Estados, como São Paulo, que lançou em janeiro o Juro Zero Empreendedor e concedeu, até setembro, R$ 1 milhão. “Em Santa Catarina, no mesmo período, realizamos mais de nove mil empréstimos que totalizaram R$ 26,7 milhões”, observa o diretor de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais da SDS, Marcio da Silveira. Ele destaca, ainda, que a taxa de inadimplência dos participantes é muita baixa, em torno de 1%.

O Juro Zero conta com parceria da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) e da Associação das Organizações de Microcrédito de Santa Catarina (Amcred/SC). Os interessados em participar podem solicitar atendimento nas instituições de microcrédito parceiras disponíveis no site: www.jurozero.sc.gov.br