O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), entregou nesta quarta-feira, 14, o Plano Estadual de Recursos Hídricos (PERH/SC). “Neste mês em que comemoramos o Dia Mundial da Água, o Governo mostra que está cumprindo seu dever de promover políticas públicas de preservação e proteção dos recursos naturais”, diz o secretário da SDS, Carlos Chiodini. O evento foi realizado no auditório da Fundação de Amparo a Pesquisa de Santa Catarina (Fapesc), em Florianópolis.

O PERH/SC apresenta informações sobre gestão, projetos, obras e investimentos prioritários para garantir qualidade e demanda hídrica. O estudo foi elaborado em 18 meses pela Fundação Centro de Referência de Tecnologias Inovadoras (Certi), com investimentos de R$ 3 milhões. “Trata-se de um instrumento de planejamento que indica os principais usos da água e sinaliza, por meio de um balaço hídrico, as condições atuais e futuras de uso da água”, conta o diretor de Recursos Hídricos da SDS, Bruno Beilfuss.

De acordo com a pesquisa, a irrigação é a atividade com maior consumo de recursos hídricos, correspondendo a 70%. As atividades industriais consomem 11% da demanda hídrica do Estado e, com 8%, aparece o abastecimento urbano. Entre as propostas apresentadas estão a melhoria no saneamento básico, a otimização do uso da água em atividades agrícolas e na indústria e a gestão de reservatórios e barragens.

Sustentabilidade Empresarial - Ainda na solenidade foi lançado o Programa Catarinense de Inovação para Sustentabilidade Empresarial, ação da SDS em parceria com o Sebrae/SC. O objetivo é as micro e pequenas empresas (MPEs) e os produtores rurais para lidar com a dependência em relação aos recursos naturais e incorporar um Sistema de Gestão para a Sustentabilidade.

“Assim, já estaremos atendendo uma das propostas apresentadas no Plano de Recursos Hídricos, no quesito otimização do uso da água para produtores rurais e MPEs”, conclui o secretário Chiodini.